Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011
cuecas & camisolas

hoje estou em maré de 'estórias'.

um cigano que na feira de quarteira mantinha um negócio de cuecas e camisolas, todas, obviamente, de 'marca' reputada, vendia um conjunto por 8 euros: 4 pela camisola e outros 4 pelas cuecas (ou vice versa).

numa bela quarta-feira deste verão um cliente mais afoito pediu-lhe um desconto.

ele, o 'marchand', depois de ter chamado a atenção ao cliente para desgraça que tal gesto traria à sua família, condescendeu em baixar as cuecas para 2 euros mas teria que subir o preço da camisola para 6.

diz-se que o comprador perante esta proposta terá contestado: 'ao baixares as cuecas dessa maneira, ao mesmo tempo que sobes a camisola, o que tu queres é que eu te vá ao rabo'...

 

conhecida esta notícia sobre a transferência de garay para o 'benfica' e da ida de fábio coentrão para o 'real madrid', falando de filipe vieira e de florentino perez, não sei quem é que foi ao cu a quem...



publicado por António Boronha às 20:22
link do post | comentar | ver comentários (20) | partilhar

Terça-feira, 7 de Junho de 2011
de alma, coração e cabeça

"Sé que hay otros clubes muy interesados, pero yo quiero ir al Madrid de corazón. Yo me digo: "Es lo que quiero y tiene que ser, y va a ser..."

 (fábio coentrão em entrevista ao jornal 'as')

 

"O clube da Luz estará a ponderar a apresentação de uma queixa na FIFA contra o Real Madrid, “por assédio indevido e não autorizado a Fábio Coentrão”, notícia o 'público' na sequência da entrevista do jogador ainda 'encarnado', hoje, ao jornal espanhol 'as'.

como facilmente se depreende da leitura da mesma fábio coentrão já está em 'madrid'. não só de alma e coração mas também e sobretudo com a cabeça.

a experiência de alguns anos à frente de um clube de futebol diz-me que quando estas situações se verificam - a maior parte das vezes geralmente alimentada pelos próprios representantes dos jogadores que vêem na transferência, antes do fim do contrato, uma fonte de lucro adicional - torna-se muito difícil para o clube manter o profissional em questão nos seus quadros.

não tenho a menor dúvida de que os dirigentes do 'benfica' estão cientes desta realidade, como se diz hoje, incontornável.

a ameaça de queixa à 'fifa' bem como o inquérito que dizem irão abrir ao jogador mais não é, por isso, do que a defesa de 5 milhões de euros, valor aproximado que separa o que o 'real madrid' quer pagar do montante da cláusula de rescisão em tempo oportuno estipulada.

como já antes afirmei, a ida de fábio coentrão para o 'real' é um facto consumado.



publicado por António Boronha às 17:00
link do post | comentar | ver comentários (40) | partilhar

Sexta-feira, 27 de Maio de 2011
jorge valdano

“Mourinho entrou em guerras com todos, tanto em Portugal, como em Inglaterra ou em Itália. Isso não é o Real Madrid. É preciso recordar que Hitler também foi aclamado por muitas pessoas, mas depois é que o golpe foi pior. Despertavam uma grande adesão, mas só falavam deles e demonstrou-se que as suas palavras eram mais atrevimento do que sensatez”

(ramón calderón, antigo presidente do 'real madrid')

 

 

as palavras do antigo presidente, referência histórica do clube madrileno, são manifestamente exageradas por deslocadas no tempo e na circunstância.

o tema é demasiado complexo para um comentário ligeiro num espaço limitado como este, falo do 'real madrid', da saída de jorge valdano, dos poderes em consequência reforçados conferidos a josé mourinho e do que deverá (deveria) ser o exercício de um direcção desportiva.

o futuro dirá da bondade, ou não, das decisões agora tomadas por florentino perez.

uma coisa tenho que afirmar porque de outra maneira não ficaria bem comigo: jorge valdano é um senhor do futebol e da cidania - como homem, desde logo, como jogador e como dirigente.

e por aqui, agora, me fico.



publicado por António Boronha às 00:20
link do post | comentar | ver comentários (39) | partilhar

Quarta-feira, 27 de Abril de 2011
beata mas pouco

 

(beata, foto: akiss paraskevopoulos)

 

este 'post' era para ser sobre os dois golos do leo messi.

mas para falar de perfeição, como de outras coisas, uma imagem vale mais do que mil palavras.



publicado por António Boronha às 23:38
link do post | comentar | ver comentários (24) | partilhar

Quinta-feira, 21 de Abril de 2011
moutinho & mourinho

ganharam os - que hoje foram - melhores!

talvez a pior, a mais amarga, a mais difícil de suportar, derrota do 'benfica' esta época.

e a melhor vitória, se não a única, que mourinho acrescentará ao seu palmarés nesta temporada.



publicado por António Boronha às 00:12
link do post | comentar | ver comentários (54) | partilhar

Quarta-feira, 6 de Abril de 2011
da liga dos campeões

embora só indirectamente estejamos interessados deixo o registo que a derrota dos ucranianos do ' shaktar' frente ao 'barça' colocou os portugueses na posição de poder 'inscrever' 3 equipas na liga milionária, em 2012/13.

depois e como consequência dos desequilibrados resultados registados, nomeadamente das vitórias esmagadoras de 'real' e 'barça', constatar que iremos assistir nas próximas semanas a três, repito, três, confrontos que se antecipam épicos entre pep guardiola e josé mourinho - mais precisamente entre 'culés' e 'blancos'

por último, dizer que não abona a favor da (competitividade da) competição que uns 'quartos-de-final' da 'champions' se vejam resolvidos na primeira mão dos mesmos, excepção feita ao apuramento do emblema a sair do embate 'manchester united' /'chelsea'...porque num confronto entre equipas inglesas nunca se deve tomar nada como definitivo, ou irreversível, antes do derradeiro apito do árbitro.



publicado por António Boronha às 22:25
link do post | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Sábado, 2 de Abril de 2011
desapreciado

josé mourinho acaba de registar uma derrota triplamente amarga.

porque em casa contra um colega que desaprecia, manolo preciado, porque este resultado o retira definitavamente da luta pelo título espanhol e, por fim, porque o mesmo quebra o seu recorde pessoal de 150 jogos caseiros sem sofrer a derrota.

mau demais o que se passou hoje para aquele que é considerado o melhor treinador do mundo.

agora...é estar atento às consequências. ou muito me engano ou vai passar a ser um técnico completamente desapreciado em 'madrid'.



publicado por António Boronha às 19:07
link do post | comentar | ver comentários (19) | partilhar

Sábado, 5 de Março de 2011
pellegrinimage

no rescaldo da derrota do 'málaga' treinado por manuel pellegrini, em 'madrid, um interessante texto, embora longo e em inglês, publicado no 'guardian'.

como sub-título poderia sugerir: 'o retrato das difíceis relações entre um treinador de futebol de topo e a imprensa desportiva da especialidade'.

 

"Two men can't fight if one does not want to – and the man with the bloodshot eye and the melancholic gaze didn't want to. Instead, there was a quick, silent shake of the hand, a wordless greeting, and the white flag was raised. No resistance, and no mercy. Last night Real Madrid tore Málaga apart, battering them 7-0. But Málaga's manager did not care; or said he did not. Cunning or cowardice, that was the question.

 

This was the encounter everyone had eagerly awaited since November but if it was a fight they were after then they might as well not have bothered. After all, Manuel Pellegrini didn't.

 

Late last night, Pellegrini returned to the Santiago Bernabéu for the first time since leaving Real Madrid in May. These days, he is coach of Málaga and things aren't going well: Málaga are second bottom. It was time for Pellegrini to face his tormentors and they were waiting for him, knives sharpened. But yet again, he shirked the conflict – on and off the pitch.

 

It is a familiar tactic. Perhaps one fine day the editor of Marca came home to find the coach of Real Madrid in bed with his wife. Or maybe Pellegrini had rejected his amorous advances. Nothing else, surely, can explain the viciousness and relentlessness of the campaign launched against him when he was Madrid coach. There could be no other reason for the obsession, the bitterness, the sheer bloody-mindedness, the irrational hate. Or maybe there could: if Pellegrini was concerned at the fact that they attacked him, more telling was the fact that they could.

 

The day Pellegrini arrived at Madrid, the talk was of patience and project. The first call for his head came in October – and they kept on coming. Everything Pellegrini did was wrong; everything he did right was because of someone else. His players saved him from himself; he destroyed them despite themselves. Even when Marca set up Madrid-Villarreal as "Pellegrini on trial" only for his side to win 6-1, they did not relent. Even when he was polite and calm and unmoved, they tried to move him. They wound him up, but he never uncoiled, noting simply: "I should thank the editor of Marca for making me so famous." So they tried some more.

 

When he joined Málaga, Marca declared him the "worst" thing about their game. His crime? To take Málaga to a first home win of the season and take them off the bottom in his first match in charge.

 

Whether Pellegrini was a good coach or not – and few would seriously claim he is better than José Mourinho – the attacks were brutal and senseless. He was hardly provocative; he rarely made excuses, ranted or shifted blame. And he hadn't even been that bad. Madrid had been humiliated in the Copa del Rey and were eliminated from the Champions League. But everyone else had been knocked out at that stage too – for each of the past six years. And in the league, Madrid challenged Barcelona; beaten just 1-0 at the Camp Nou, they had more points at this stage last season than Mourinho's team do now. A late winner against Sevilla meant that at this stage they were top. Now they are seven points behind. They went into the final day with a chance of winning the title. And racked up 96 league points – a club record.

 

But at the end of the season, he was gone. Just as everyone knew he would be. So, with the return nigh and the campaign sparked up once more, Pellegrini pointed that out this week, describing 2009-10 and the "best season in the club's history". Which was a pretty dumb thing to say about a club with nine European Cups and 31 league titles, that could still win something this season with the league title race still alive, a Copa del Rey final to come and an away goal in Lyon in the Champions league. He, after all, had won nothing. And since he has taken over Málaga there's no sign of him winning anything either: Qatari owners and five new signings have done little for them. They have won just once in 12 matches; this morning they sit second bottom – much to his detractors' delight.

 

Meanwhile, Mourinho was being asked if he feared suffering the same fate as Pellegrini if he finishes this season empty-handed. In a fantastically feisty press conference in which said he didn't mind being "everyone's punchbag", he replied bluntly: "No. Because if I get sacked here I won't go to Málaga; I will go to a big club." Let's face it, it was true. But the truth hurts. The president of the Málaga government, Salvador Pendón, hit back. "I always knew that Mourinho was rude and spoilt, now he has confirmed it," he said. "He is a total clown."

 

This time it was personal. Not only had Madrid hammered Pellegrini – but now their manager was hitting out at Málaga. He had questioned their honour, and few things get sensitive soccer souls going like a "lack of respect". The gauntlet was thrown down. You, sir, are a cad. I challenge you to a duel!

 

Yeah, right. Some duel. Them may be fighting words but there was no fighting. Pellegrini was met with timid applause but mostly with indifference; there was no simmering anger or even much sympathy; the greeting with Mourinho was cold but polite, and on a Thursday night at 10pm there was a Thursday night at 10pm attendance. And, anyway, Madrid versus Málaga was always likely to be David versus Goliath.

 

Mourinho's side were irresistible, Benzema getting two and Ronaldo a hat-trick to take him to 27 for the season, level with Messi (or one ahead of him if you believe Marca, who called him "Pichichón" this morning – a big Pichichi). But Málaga's defence, which has conceded 58 goals this season, 14 more than anyone else, a defence that's so bad they signed Martín Demichelis for goodness sake, was so unconvincing even Jeffrey Archer wouldn't use it. An offside trap that trapped no one aided the first; the second came via a Málaga corner, a misplaced header, a defender who missed the ball entirely and a 50-yard stroll through the middle for Angel Di María; and everyone stood and watched, cooing "Oooh, nice pass", as Di María scooped over to Marcelo for the third.

 

Every week, you wonder why Málaga are where they are. Last night, you saw the reason. This wasn't just David against Goliath, it was David against Goliath with David laying down his slingshot and saying: "Actually, I think I'll wait until that little fella turns up and fight him instead, thanks very much." Homer Simpson passing on fatherly advice: can't win, don't try. Having faced Almería on Monday and with Osasuna to come on Sunday, with Júlio Baptista and Sergio Asenjo injured, Pellegrini left Apoño, Rondón, Maresca, and Seba Fernández on the bench. "And," he said, "I would have left out more players too if I could."

 

"We knew we were risking a thrashing," Pellegrini added. "With so many players injured and such a short rest we could not expect a good result against Madrid. I was completely clear that we didn't have a chance. We have to prioritise the game against Osasuna. It would have been irresponsible to give our all here and be tired on Sunday. Osasuna and Almería are our finals, not this." Out in the mixed zone, one player was listening in, anger simmering away, furious with his coach.

 

That might have been an excuse, a little boy's "I didn't want to play this stupid game anyway"; it might have been an attempt to explain away a desperate display; it might even been a subtle dig at Mourinho and at Madrid, an attempt to undermine their victory and unmask them. Above all, though, it was familiar. Pellegrini had done exactly what Manuel Preciado did when Sporting went to Barcelona earlier in the season and played a weakened line-up that provoked a huge confrontation with Mourinho. Only Preciado's side lost by one, not seven. Only this time Mourinho didn't mind one bit.

 

It was supposed to be a war but however much they attacked, Manuel Pellegrini had decided not to wage it. He had taken a decision: he who runs away lives to fight another day. Which is fine if you fight another day and win. But lose on Sunday and it won't just be Marca out to get him. Lose on Sunday and, rather like his team, Manuel Pellegrini will have no defence at all."



publicado por António Boronha às 00:52
link do post | comentar | ver comentários (13) | partilhar

Quinta-feira, 3 de Março de 2011
no el país de mourinho

"¡Esto es ridículo!", cuchicheaban los jugadores del Madrid, ayer al mediodía. Conectados en el vestuario a Twitter, o a la radio, siguieron con asombro la conferencia de José Mourinho. El entrenador volvió a denunciar en la sala de prensa que quienes configuraban los horarios de los partidos beneficiaban al Barça. De paso, menospreció al exentrenador madridista Manuel Pellegrini y a su actual club, el Málaga. Y a modo de colofón, señaló que el Madrid es una institución que funcionaba mal, descoordinada, y que sus jugadores no se implican lo suficiente en lo que denominó "estrategia de comunicación". En los despachos la reacción fue de perplejidad. "La cosa está peor que nunca", decían los empleados. Algunos especularon con la posibilidad de que Mourinho esté forzando su despido.

"A mí no me puede pasar lo mismo que le pasó a Pellegrini", sentenció Mourinho. "¿Sabe por qué? Porque si el Real Madrid me echa yo no voy a entrenar al Málaga. Si me echan voy a un gran club de Inglaterra o a un gran club de Italia. No tengo ningún problema en volver a entrenar a un gran club". Fue una ráfaga. Dos frases en las que Mourinho despreció sumariamente a Manuel Pellegrini, al Málaga, y sorprendió a Florentino Pérez, el presidente que le contrató hace nueve meses con la esperanza de fundar un proyecto estable. Pérez no imaginó que con Mourinho el equipo ganaría menos puntos en la Liga que con Pellegrini. Tampoco sospechó que el luso fuera tan descontrolado.

El 0-0 de Riazor exhibió el costado más sombrío de Mourinho. La gente que frecuenta Valdebebas observa a un hombre que deambula por los pasillos conturbado, entre brotes de ira, presionando con exigencias extravagantes a quien tenga la mala suerte de cruzarse en su camino. Al escuchar su comentario sobre el Málaga varios jugadores sintieron que los ponía en un aprieto. Creen que hoy sus adversarios saldrán con rabia a demostrar que valen más de lo que cree Mourinho. "Este es un mundo hipócrita", prosiguió Mourinho, arrancándose hacia donde lo llevase su soliloquio. "Toda la gente sabe lo que es verdad y mentira. Yo antes que ser hipócrita prefiero ser el punching ball de todos los cobardes. Pero nací así, crecí así y voy a morir así. Con la cabeza alta. Contento. Y sin miedo a decir las verdades. Sin miedo a que mañana una banda de cobardes vengan todos juntos a atacarme a mí. ¿Qué puedo hacer yo? Yo no tengo miedo a decir las verdades". "Yo, por ejemplo", prosiguió, "no tengo una empresa inmobiliaria para representar jugadores de fútbol. Si tuviera una empresa inmobiliaria vendería casas". La repentina digresión fue una presunta alusión a Pere Guardiola, el hermano del técnico del Barça, que tiene intereses inmobiliarios y también representa jugadores.

El ataque de honestidad tuvo consecuencias inmediatas en la Diputación de Málaga, donde su presidente, Salvador Pendón, reaccionó ofendido: "Mourinho ha demostrado que es un auténtico payaso". En los despachos del Bernabéu, Antonio Galeano, director de comunicación del Madrid, explicó que el club no necesita disculparse: "Mourinho no ha pretendido menospreciar a nadie". El encuentro del entrenador con la prensa fue tenso porque no admitió discrepancias.

- ¿Cree que con sus quejas del calendario y de los arbitrajes ha logrado desviar la atención del fútbol? le preguntaron.

- ¿Qué quejas? No son quejas, son verdades. ¿Usted qué piensa?

- Que son quejas.

- ¡Hipócrita! Lo siento. Tengo derecho a decirlo.

Mourinho se disculpó con su interlocutor antes de argumentar que él es el único que tiene el coraje suficiente para quejarse públicamente en defensa de los intereses del club. Cuando le preguntaron si se siente apoyado por el Madrid, replicó con mensajes subliminales y críticas veladas a la dirección. "¿Por qué razón se van a quejar otros si ya me voy a quejar yo?", dijo. "Hay gente que cuando tiene que decir una cosa no la dice y después pone a los otros a hacerlo. Hay clubes que tienen una estrategia de comunicación diferente de la nuestra. Aquí soy yo el que vengo y no pido jamás a un jugador mío que forme parte de una estrategia de comunicación. Hay otros clubes en los que los jugadores participan muy bien en una estrategia de comunicación, en donde el entrenador está protegido, tranquilito haciendo un papel diferente. Aquí no. Aquí soy yo el que viene a dar la cara. No hay más. Al escuchar esto, los jugadores, atentos en el vestuario, recordaron que el sábado, en A Coruña, Mourinho les pidió que al salir del campo denunciasen la injusticia de los horarios que les ponían las televisiones. Pero no cumplieron. De lo único que se quejaron a la prensa fue de la táctica de Mourinho contra el Deportivo. Como dijo Casillas: "Regalamos los primeros 45 minutos"."

(no 'el país')

 

josé mourinho a forçar o seu despedimento?...

se não é, parece.



publicado por António Boronha às 15:04
link do post | comentar | ver comentários (28) | partilhar

Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011
cenas tristes

em 'espanha', particularmente no 'real madrid', começa a ser cada vez mais difícil (con)viver com a truculência verbal de josé mourinho.

sempre que as coisas não correm bem o treinador português encontra o bode expiatório que se encontra mais à mão para a ocasião: seja o presidente florentino perez, o seu homem de confiança, valdano, o árbitro que saiu de serviço ou a 'liga' espanhola que desprotege o 'real' na sua programação anual.

 

por cá começam a ser insuportáveis as imagens de jorge jesus agastado com os jogadores e dirigentes adversários no términus das partidas que lhe provocam maior desgaste psicológico.

 

lá, em 'espanha', como cá, em 'portugal', os nomes e a grandeza dos nomes 'real madrid' e 's l e benfica' deveriam ser preservados destas manifestações animalescas e primárias por parte de funcionários pagos a peso de ouro as quais acabam por redundar, sempre, num enorme desgaste do prestígio que, ao longo de décadas, estas instituições granjearam e que ultrapassam em muito o núcleo mais ou menos alargado dos seus adeptos incondicionais.



publicado por António Boronha às 15:33
link do post | comentar | ver comentários (104) | partilhar

Segunda-feira, 7 de Fevereiro de 2011
flash futebol

confesso que andei alheado das coisas do futebol neste último fim-de-semana.

contudo, espreitando um pouco aqui e ali, deu para perceber algumas coisas:

- no plano interno, vamos ter um final de 'liga' em que os dois únicos e principais contendores se encontram em momentos de forma, sobretudo anímica, bastante diferentes: um 'benfica' pujante e um 'porto' titubeante.

no entanto continuo convicto que os 11 pontos de avanço, poderão ser 8, ou melhor 9, serão suficientes para a equipa portista assegurar o título;

- lá fora, em 'inglaterra', o confronto entre 'chelsea' e 'liverpool' veio confirmar uma realidade mais outra.

a primeira é de que o dinheiro poderá não fazer a felicidade desportiva: os 13 milhões de euros pagos por raúl meireles 'excederam' os 83 que a equipa londrina acabou de pagar por niño torres mais david luiz; a outra, o ex médio portista está um jogador e peras...

- em espanha continua o desafio particular entre leo messi e cristiano ronaldo.

na próxima quarta-feira, não dispondo nenhum deles dos suportes fornecidos pelas poderosas armadas que são as equipas do 'barcelona' e do real madrid', vamos ter oportunidade de ver como é que ambos se confrontam, ou comportam...



publicado por António Boronha às 14:10
link do post | comentar | ver comentários (35) | partilhar

Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011
proibido estacionar!

dizia-me uma vez luís figo, meses após a sua entrada no 'real madrid':

'naquele clube de um modo geral só nos cruzamos com o presidente uma vez: quando lhe apertamos a mão na cerimónia pública da celebração do contrato'.

pois é.

uma realidade totalmente diferente do intervencionismo presidencialista que se verifica em portugal.

sobre o para mim apaixonante tema convido-os a ler um excelente, completo e bastante actual trabalho do jornalista bruno prata hoje estampado no 'publico'.

fica o aperitivo:

 

"Mourinho começou a perceber no que se estava a meter à custa de pequenos incidentes. Não muito significativos, mas que, acumulados, foram funcionando como alertas e indícios importantes, sinais até de algum sentimento anti-português. Como quando descobriu que o treinador do Real Madrid não tinha lugar na zona VIP de estacionamento automóvel. Ou quando decidiu que, nesse dia, não ia trabalhar ao volante do carro que recebeu de uma marca que tinha um contrato de patrocínio com o Real Madrid: ainda não tinha acabado de estacionar o seu poderoso Ferrari (uma prenda de Roman Abramovich) e já tinha surgido um qualquer funcionário a barafustar e a dar-lhe ordem para retirar a viatura, porque naquele local só podiam estacionar Audis. Dessa vez, Mourinho levou a sua avante, como voltou a levar quando estava a iniciar um treino na Cidade Desportiva Valdebebas e logo surgiu, apressado, um director de instalações a dar ordens para que fossem retirados os cones e a restante parafernália de treino porque, dizia, naquele dia a sessão tinha de decorrer noutro relvado que ele próprio havia determinado.


Mourinho nunca tinha vivido situações idênticas em dez anos de carreira, o que, conhecendo-se a sua personalidade, é bem capaz de lhe ter deixado os nervos em franja. E os seus adjuntos (todos portugueses, com excepção de Aitor Karanka) também ficaram surpreendidos quando perceberam que não tinham direito a receber um Audi, ao contrário do que aconteceu com todo o plantel. Silvino Louro, técnico de guarda-redes, teve ainda uma experiência a que não estava habituado: solicitou mais dois bilhetes para um jogo caseiro do Real Madrid e, no final do mês, o valor dos mesmos lá vinha descontado no recibo de vencimento."



publicado por António Boronha às 15:26
link do post | comentar | ver comentários (12) | partilhar

Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011
na agenda do dia

para além dos interesses particulares de 'portistas' e 'benfiquistas' nas duas partidas que se disputam hoje a norte do rio douro, a atenção mais abrangente de todos os apaixonados do futebol competitivo irá estar a partir das 7 da tarde em 'sevilha' para onde se antecipa um renhido prélio entre a equipa local e o 'real madrid' dos portugueses mourinho, cristiano ronaldo, pepe e carvalho.

 

como pano de fundo durante todo o dia, nas televisões, a 'reabertura' na opinião pública do caso 'casa pia' com o surpreendentes reviralho de carlos silvino manifesto na sua entrevista à revista 'focus'.

de uma coisa temos agora a absoluta certeza: silvino mentiu!

para uns terá mentido durante o decorrer do processo em tribunal; para outros estará a mentir agora.



publicado por António Boronha às 11:36
link do post | comentar | ver comentários (36) | partilhar

Terça-feira, 25 de Janeiro de 2011
mouniño

"Son cosas muy distintas: una cosa es entrenar y liderar un equipo de trabajo deportivo y otra, muy diferente, controlar todo y a todos los que tiene a su alrededor. Ya sé que existe una fina línea entre un profesional meticuloso que quiere estar pendiente de todo para sacar ventaja de los pequeño detalles y un intervencionista empedernido.

No soy dudoso a la hora de los adjetivos hacia José Mourinho. Es un gran entrenador, maneja las suertes del fútbol con una suficiencia abrumadora y sabe lo que quiere, con quien lo quiere y por qué. Pero me asalta la duda de su mesura a la hora de manejar su poder. Es grande, muy grande, pero sólo es un entrenador. Ni es el jardinero, ni el utilero, ni el masajista, ni el médico, ni el delantero centro, ni el director general, ni por supuesto el presidente.

Él es el técnico, el puesto estratégico para el que trabajan todos, pero la institución es mucho más grande. El Real Madrid, con más de un siglo de historia, el más laureado del mundo, no puede estar todo el día con el extintor en la mano. No voy a entrar en el detalle, ese es el principio básico de la destrucción de un diálogo, prefiero reflexionar sobre el calado del problema que nos ocupa.

Y por muchas vueltas que le doy, no acabo de ver la gravedad del tema. Lo que dijo Valdano tras el empate de Almería y, sobre todo, cómo lo dijo, no puede ni debe ser la espoleta de la explosión de Mourinho. El manido tema del ‘9’ ha tenido ya muchas idas y vueltas, pero el portugués sabe que el esfuerzo para conseguir el refuerzo que pide es máximo por parte del club. Otra cosa son las dificultades que encierra una incorporación express y la tesorería, que no es infinita. Y eso debe entenderlo el portugués.

‘Yo sólo reporto al presidente y a José Ángel Sánchez…’, soltó Mou para “caponear” a Valdano en plena rueda de prensa. Me sonó a ‘Cristobalito Gazmoño’ -¿Recuerda? Ese niño tan agudo de los años 70- chivándose. No tiene proporción con lo que dijo Valdano sobre el ‘9’ –Benzema- , ni con el cómo lo dijo.

Es una reacción de adolescente, de querer liarla, de no tolerar ni una y de crear una crisis interna innecesaria, fundamentalmente para su presidente, al que dice va a reportar a partir de ahora. Y mientras todo esto sucede, no hablamos de fútbol. De lo justito que el Madrid pudo con el Mallorca y de la semifinal de Copa de mañana contra el Sevilla.(...)"

(amalio moratalla, hoje na 'marca')

 

o relacionamento entre um treinador e a sua entidade patronal, no caso as actuais conturbadas relações de josé mourinho com a instituição 'real madrid', analisadas pelo jornalista espanhol moratalla.

uma tema interessante e que me diz muito porque bastantes vezes me vi envolvido nesta trama nem sempre fácil de desembaraçar.

aconteceu quando fui presidente de um clube, o 'farense', e, sobretudo quando exercia a mediação entre o seleccionador nacional e a direcção federativa.

como decorre do sublinhado que fiz no texto acima, continuo a acreditar que o treinador é para treinar e o dirigente...para dirigir.



publicado por António Boronha às 13:26
link do post | comentar | ver comentários (23) | partilhar

Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011
à falta de melhor

dediquei o pós jantar aos de madrid, 'real' e 'atlético'.

bom jogo, intenso, com uma arbitragem à inglesa que não deixou tempos mortos e um justo vencedor (3-1), os de mourinho.

para além das muitas peripécias do jogo retive o sublinhado feito por um dos comentadores de serviço na 'sport tv':

'este mezut ozil nem parece alemão!'...

pois não. é turco.



publicado por António Boronha às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (44) | partilhar

Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011
abono de famílias

"CR7 ha celebrado 23 tantos en 18 encuentros en esta Liga 2010/11, una auténtica barbaridad. El portugués ya suma 49 tantos de blanco en Liga en 47 encuentros disputados. Hasta hoy, Ronaldo había hecho 46, los que hicieron Van Nistelrooy, Guti y Roberto Carlos vestidos de blanco en partidos de Liga.

Las cifras de Ronaldo son de otro siglo. CR7 ha marcado más de un gol por partido desde que fue presentado en el Bernabéu. 63 goles en 62 partidos (49 en Liga, 4 en Copa y 11 en Champions)."

(na 'marca' online)

 

em portugal costumava-se utilizar o termo 'abono de família' para referir a destacada importância que um determinado jogador de futebol assumia em favor do colectivo.

eu sei que os 'abonos' quer a favor da família, quer outros, estão cada vez mais em desuso neste 'portugal' em crise mas não me ocorre outro termo para evidenciar a extraordinária campanha que cristiano ronaldo está a fazer em 'madrid'.

o internacional e capitão da 'selecção' portuguesa está a ser, esta época, o verdadeiro 'abono' das famílias mourinho, peréz, valdano, e das dos demais companheiros de equipa.



publicado por António Boronha às 13:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar

Terça-feira, 21 de Dezembro de 2010
mourinho, o ególatra

"Desta vez Mourinho descarregou a sua ira contra o Madrid, um novo capítulo na aventura espanhola de um treinador que sempre desempenha o papel de estrela em cada jornada. Terminou o péssimo jogo frente ao Sevilha e apareceu na sala de imprensa com uma folha na mão. O seu ar era de zangado, como quase sempre. Não lhe serviu a fatigante vitória, nem o mérito de consegui-la com dez jogadores - Carvalho foi expulso na segunda parte -, nem o alívio de permanecer a dois pontos do intratável Barça, que um dia antes brilhou frente ao Espanhol. Mourinho decidiu que era a hora de criticar o seu clube.

Foi uma tormentosa conferência de imprensa, bastante incoerente, marcada pela irritação de um homem que só parece feliz em tensão. Durante o encontro abundaram os remoques entre os bancos. Ao intervalo, antes de ir para o balneário, Silvino Louro - treinador de guarda- -redes do Real Madrid - protagonizou um momento vergonhoso. Derrubou Agustín Herrerín, o venerável director de campo, que caiu como uma pedra para espanto geral. Silvino havia-se enredado numa desagradável discussão com o delegado do Sevilha e nada o podia conter. Assim são os jogos no Bernabéu esta temporada: stress e combustão.

O Madrid sempre se gabou do seu carácter nobre, talvez porque ganhou mais títulos do que ninguém e podia, por isso, ter uma certa condescendência para com os rivais. Essa era passou. Mourinho só entende de conflitos. Instalou-se neles. Depois de pressionar o Madrid para conciliar temporalmente o seu trabalho com o de seleccionador português, enfrentou vários treinadores da Liga - Preciado, Luis García, Emery, etc. -, tentou-o sem êxito com Guardiola, insultou e criticou os árbitros, atacou alguns dos seus jogadores - destroçou publicamente Canales e Pedro León - e foi suspenso pela UEFA, que o puniu por infringir as regras mais elementares do desportivismo em Amesterdão, onde encenou uma comédia para conseguir o cartão amarelo a Xabi Alonso e Sergio Ramos.

Para onde vá, acompanha-o o escândalo, mas não nas proporções actuais. Com o timbre oficial do Real Madrid, a folha de Mourinho continha o relato subjectivo dos erros do árbitro. O número ascendia a 13: uns quantos foras-de-jogo, alguma falta sem cartão, a expulsão de Ricardo Carvalho e um penálti sobre Granero. Nunca na história do futebol espanhol se havia visto um protesto semelhante, e muito menos no Real Madrid, cuja grandeza o impediu de cair na lama das misérias mundanas. O mais interessante de tudo é que Mourinho utilizou o relatório para para se declarar indefeso e para atacar, sem nomear, Jorge Valdano, director-geral do Real Madrid. Aparentemente, o treinador quer que o clube tenha a mesma veemência que o caracteriza.

A irritação de Mourinho alcançou níveis atómicos. Mais do que nunca surgiu como uma personagem consensual que gosta do seu poder incontestável. Porque Mourinho não é um treinador qualquer. É o poder, ao ponto de inverter as relações que se estabelecem entre as instituições e os seus empregados. Neste caso, pretende que o Madrid se dobre a todos os seus desejos. É um privilegiado que o exige: o treinador com o contrato mais alto da história, no clube com maior orçamento do futebol mundial e com um plantel com quatro campeões do mundo, dois Bolas de Ouro e várias das estrelas que ele solicitou. Após o jogo reclamou publicamente uma reunião com o presidente e manifestou que não quer intermediários entre ele e o seu presidente. Fê-lo deliberadamente, através da imprensa, sem respeitar os discretos canais de comunicação que presidem às relações nas empresas.

O seu desafio é de alto calibre, mesmo que provavelmente nada mude no Madrid. Florentino Pérez é pragmático, Jorge Valdano desenvolveu uma pele de elefante e Mourinho buscará um novo conflito. A reacção da imprensa e dos adeptos não foi amigável com ele. Os adeptos apreciam o seu trabalho mas estão fatigados de tanta tensão desnecessária. Querem uma equipa que dispute a Liga com honra frente ao melhor Barça da história. O resto é um ruído cada vez mais chato."

(santiago segurola no 'diário de notícias')

 

também acho que josé mourinho está a ultrapassar algumas 'marcas', muitas delas que fazem parte do património genético do clube madrileno.

convocar o presidente, criticar objectivamente o director-desportivo jorge valdano, quebrar regras básicas de 'fair-play', tudo diante dos olhos do mundo devido ao mediatismo de todas as suas posições, parece-me um esticar de corda absurdo por parte de um homem que nada deve à inteligência.



publicado por António Boronha às 17:24
link do post | comentar | ver comentários (34) | partilhar

Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010
vão-se as camisolas somam-se os messis

pela primeira vez, em 111 anos de história do 'barcelona', a camisola da sua equipa de futebol foi vendida à 'qatar foundation' - uma organização não lucrativa dependente do estado qatari e dedicada ao desenvolvimento educacional e tecnológico do pequeno país - pela quantia de 30 milhões de euros anuais até 2016.

como o contrato terá efeitos imediatos falamos de uma verba global de 165 milhões de euros.

só para se ficar com uma ideia: o dobro do que recebe hoje, 15 M€ anuais, o 'real madrid' da 'bwin'.

já há vozes históricas afectas ao clube catalão a manifestarem-se contra, mas...os tempos que correm não deixam grande margem para recusar ofertas deste tipo.

a crise económica generalizada está a pôr tudo à venda e o 'qatar', com os seus petrodólares, não desaproveita.

começou, segundo as más línguas, por comprar um 'mundial' de futebol e, pelos vistos, continua no mercado.

 

nota:

tão contentinho que eu ficava quando conseguia 'vender' as camisolas do 'farense' a 50.000 contos (250.000 euros) por temporada!



publicado por António Boronha às 21:37
link do post | comentar | ver comentários (7) | partilhar

Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010
visca barça!

foi a maior derrota de mourinho e, com certeza, uma das piores.

a sua equipa levou um banho de bola. mas que banho!

se o 'barça' ganhou por 5 a 0 ao 'real', messi ganhou a ronaldo por uma diferença, de qualidade, de eficácia, de querer e saber, ainda maior.

toda a gente sabe que a equipa catalã é aquela que, no mundo, melhor joga de pé para pé, o famoso 'tiki-taka'. o que não sabíamos é que era capaz de fazê-lo, com a excelência como o conseguiu, diante da poderosa equipa 'branca' treinada pelo melhor treinador do mundo.

nada a dizer.

foi uma vitória justíssima, que poderia ter sido ainda mais alargada face ao completo descontrolo do eixo defensivo 'português', que não merece sequer que se inventem penalties por assinalar contra a equipa da casa.

 



publicado por António Boronha às 21:53
link do post | comentar | ver comentários (47) | partilhar

a inveja do mundo

 

 

(infografismo da 'marca')

 

 

'la invidia del mundo', assim titula o espanhol 'marca' a partida desta noite (sport tv1, 20.00) entre o 'barça' e o 'real madrid'.

um confronto entre dois estilos, o futebol apoiado e rendilhado dos 'catalães' e o estilo mais directo e pragmático dos 'madridistas', um duelo entre duas personalidades bem diferentes, o tranquilo e educado pep guardiola e o 'nosso' belicoso josé mourinho, um diálogo entre os dois melhores 'artistas' do mundo da especialidade vistos por milhões em todo o planeta, léo messi e cristiano ronaldo.

partilho inteiramente deste sentimento de inveja: que pena não serem duas equipas do meu país a oferecer este espectáculo ao mundo!

resta-me a consolação de lé ter cristiano, ricardo carvalho e pepe, para além de mourinho, quatro portugueses que dão enorme brilho ao futebol espanhol nos dias que correm como fernão de magalhães e tantos outros pilotos lusos iluminaram a conquista marítima espanhola de 'quinhentos'.

a cadeia de televisão árabe, 'al-jazeera' garante 80 milhões, os norte-americanos mais 15, a 'inglaterra' verá em 3D, a gelada oslo disporá de um ecran gigante, milhões de italianos não perdem o rasto ao 'especiale', 'portugal', a 'américa latina',...o globo, não faltarão a este jogo que, afinal, nada decide.

é só mais um. mas que um!



publicado por António Boronha às 11:59
link do post | comentar | ver comentários (26) | partilhar

motivação extra

 

 

(irina shayk para a 'gq/espanha')

 

dizem as 'línguas', boas e más, que irina tem constituído uma motivação extra para cristiano ronaldo nos últimos tempos. esta noite veremos se mais sim ou mais não.



publicado por António Boronha às 00:44
link do post | comentar | ver comentários (8) | partilhar

Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010
esticanços

"A UEFA decidiu abrir um processo disciplinar ao Real Madrid por suspeitar que as expulsões de Sergio Ramos e Xabi Alonso no jogo com Ajax, a contar para a 5ª jornada da Liga dos Campeões, foram provocadas pelos próprios jogadores."

(no 'público')

 

escrevi-o imediatamente a seguir aos acontecimentos.

a inteligência, a capacidade prospectiva, passe a redundância, de 'organizar' o futuro, a 'esperteza', leia-se malandrice, tem limites.

josé mourinho - mais quando comentou do que quando, antes, 'ordenara' - imediatamente após o términus da partida que opôs a sua equipa ao 'ajax' arriscou, com as suas palavras, este desfecho: um inquérito aos acontecimentos por parte da 'uefa'.

desnecessariamente, diria eu.

bastaria mourinho ter ficado calado para que o 'brilhante plano' tivesse sido cumprido sem posteriores polémicas. embora admita que isso tivesse sido exigir demais ao maior umbigo do mundo...

'não te estiques!', diz a sabedoria popular.

e o zé desta vez esticou-se.

demasiado.



publicado por António Boronha às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (20) | partilhar

Terça-feira, 23 de Novembro de 2010
unfair-play

"No me ha gustado mucho lo de las tarjetas. Las dos últimas han sido consecuencia de querer ganar tiempo.

Un árbitro británico ha sacado una de aquí y una de allá. Somos primeros de grupo, pero tenemos un partido con el Auxerre y no me ha gustado"

(josé mourinho, treinador do 'real madrid')

 

a hipocrisia tem limites e os 'mind games' também!

toda a gente que está dentro destas coisas percebeu que os segundos 'amarelos' a xabi alonso e a sérgio ramos, na partrida desta noite frente ao 'ajax', foram a pedido.

ou melhor, 'ordenados' por josé mourinho - servindo para o efeito de mensageiro o guarda-redes suplente dudek - que assim, com o primeiro lugar no grupo e a consequente passagem aos 'oitavos' da 'champions' assegurada, entra com estes dois jogadores limpos para essa fase crucial da prova.

ficou-lhe mal!

não por ter 'forçado' a expulsão destes seus atletas, em alta competição percebe-se e desculpa-se, mas por ironizar, criticando nessa matéria o trabalho do árbitro.



publicado por António Boronha às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (30) | partilhar

europa à terça

uma primeira metade da jornada da 'champions' apontada para esta semana sem grandes surpresas.

bem! isto se considerarmos normais a goleada do 'real' em 'amsterdam (4-0) e a vitória dolorosa, tangencial, do 'chelsea', em casa, frente ao modesto 'zilina' (2-1).

também, de certa maneira, esta relativa surpresa muito boa, a vitória do 'braga' diante do poderoso 'arsenal' londrino mercê de dois golaços de matheus na derradeira dezena de minutos da partida.

mas convém dizer,em abono da verdade, que este resultado poderia ter sido outro se, aos 78', uma flagrante grande penalidade tivesse sido marcada contra a equipa bracarense. deixo aqui o registo dessa jogada, vista pelo comentador de serviço ao 'guardian': 'Penalty to Arsenal! Oh no it's not! Chamakh nodded the ball down to Vela, who took it past Alberto Rodriguez with a deft touch and was about to shoot from 12 yards when the defender took him down. It was definite foul - but the ref booked Vela for diving! That's a terrible decision.'...

aguardemos, amanhã, pelo segunda metade com especial atenção para o que se irá passar em 'israel'.



publicado por António Boronha às 22:07
link do post | comentar | ver comentários (10) | partilhar

Sábado, 20 de Novembro de 2010
el pichichi

 

(golos marcados, fora 'selecções', nas 2 últimas épocas e início desta; infografismo da 'marca')

 

em 'espanha'.

mais duas goleadas do 'barça', 8-0 em e ao 'almeria, e 5-1 do 'real' ao 'athletic bilbao' no 'bernabéu'.

mais 3 golos de messi e outros tantos de cristiano ronaldo.

que excelente janela de oportunidade se abre, para os dois contendores afirmarem a liderança de que se arrogam no futebol espanhol mas também, e sobretudo, para todos nós podermos vir a assistir a um espectáculo que terá o mundo como audiência sentado na primeira fila, aquando na segunda-feira, 29, 'barça' e 'real madrid' se encontrarem no 'camp nou', na 13ª jornada da 'liga' espanhola.



publicado por António Boronha às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (8) | partilhar

Quarta-feira, 10 de Novembro de 2010
pepita

"O FC Porto recebeu uma notificação para contestar um pedido de indemnização do Marítimo respeitante à transferência do internacional português Pepe para o Dragão.
Os insulares reclamam o pagamento de 900 mil euros, referentes a uma parcela do valor total da verba, que levou à mudança do defesa-central para a Invicta."

(em 'a bola')

 

ou muito me engano ou, ao contrário do que sucedeu há um par de dias, será o carlos pereira, presidente do 'marítimo', a levar na cara.

só três anos depois é que descobriram que tinham direito a 3% do valor da transferência do pepe para o 'real madrid'?...

estranho.



publicado por António Boronha às 22:05
link do post | comentar | ver comentários (31) | partilhar

Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010
carvalhazo

 

(capa da 'marca')

 

"José Mourinho ha armado un bloque temible incluso cuando, como ayer, no tiene su mejor día. Su arsenal ofensivo le permite liquidar un partido en dos arreones. Pero si Cristiano, Özil, Di María y compañía pueden dar rienda suelta a su talento es gracias a la tranquilidad que les transmite la línea defensiva. La gran capacidad anotadora del Mou Team ha dejado en segundo plano su extraordinaria eficacia defensiva. Casillas ha pasado de ser San Iker a convertirse casi en un espectador de excepción. Y de eso tiene mucha culpa Ricardo Carvalho.

El central portugués ha dado a la defensa blanca el aplomo que le había faltado en los últimos tiempos. El ex jugador del Chelsea es ya una pieza clave. Ayer demostró por qué. Mantuvo a raya a Forlán y Agüero a base de anticiparse una y otra vez. Estuvo impecable en el cruce, nunca se vio superado en el uno contra uno y tuvo tiempo de incorporarse al ataque y abrir el marcador. Además, le sobró fuelle y colocación para cubrir las subidas de Marcelo. Si el brasileño se está revelando como un soberbio lateral es, en parte, gracias a la confianza que le da la cercanía de Carvalho. Cuando aterrizó en el Madrid los más optimistas le auguraban un papel secundario. El resto aseguraba que, a sus 32 años, venía en busca de un retiro dorado. Por suerte para el Madrid, unos y otros estaban equivocados."

(do editorial do jornal espanhol 'marca')



publicado por António Boronha às 14:21
link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Quarta-feira, 3 de Novembro de 2010
portugueses na champions

 

(no 'site' da 'uefa')

 

começo por constatar que o estagiário de serviço ao 'site' da 'uefa' não viu o jogo entre o 'milan' e o 'real madrid' até ao fim.

eu porque o vi, todo, pergunto-me, como estou convencido que neste momento josé mourinho fará o mesmo, como é que foi possível a equipa do 'real' não só não ter ganho este jogo como tê-lo empatado, em sofrimento, no último minuto...

o nosso especial josé, lo speciale em italiano ou special em inglês, continua a dar passos de gigante para ser votado pela 'fifa' como o melhor treinador do mundo.

em apenas três meses deu à equipa madridista solidez defensiva - os dois golos hoje sofridos são excepção: no primeiro pepe escorrega e depois ibrahimovic centra, contra a sua intenção, demasiado sesgado à baliza, enganado casillas, e no segundo inzaghi está claramente fora-de-jogo - e, sobretudo, confiança.

mais capacidade de concretização e a equipa 'branca' será imparável.

com josé mourinho o 'real madrid' entra em qualquer campo do mundo para ganhar e os seus adversários sabem-no perfeitamente, como foi o caso da equipa italiana esta noite.

 

por ter visto, como disse, o 'madrid' não vi o 'sc de braga'.

os comentários que ouvi dizem-me que a sua vitória foi justa e poderia ter sido mais ampla.

parabéns à equipa de domingos paciência e um grande bem-haja pelo contributo valioso, mais um, ao mealheiro de pontos português, visando a nossa participação na 'champions', dois directos mais um numa pré-eliminatória, em 2011/12. acabam por ser, à partida, mais cerca de 20 milhões de euros para o futebol português.

 

é verdade. o paulo ferreira também ganhou.



publicado por António Boronha às 21:59
link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar

Domingo, 31 de Outubro de 2010
terapia de choque

"Ha jugado muy bien y ha construido tres goles, el último el que Cristiano no ha conseguido el cuarto. Ha sido un jugador (karim benzema) extra de ataque."

(losé mourinho sobre karim benzema, na 'marca')

 

josé mourinho continua a mostrar os seus múltiplos dotes.

o jogo de ontem, do 'real madrid' em casa do 'hércules', foi mais um bom exemplo do que afirmo.

numa segunda metade onde soube remontar um resultado desfavorável, muito por virtude das substituições introduzidas - primeiro abriu a porta da baliza adversária (com as entradas de benzema e de albiol), depois de o ter conseguido fechou a sua com arbeloa) - fez também reaparecer um excelente activo que tem passado as passas do algarve neste início de temporada, o francês nascido na argélia, karim benzema.

a recuperação do avançado pode, mesmo, ser incluída nos casos que merecem ser estudados: primeiro o josé deitou-o abaixo, dizendo que este ainda entrava a dormir nos treinos matinais; depois deixou-o ser queimado em lume brando pela exigente opinião pública e publicada madridista; por fim deu-lhe a mão.

o resultado?...

está à vista! um jogador possante, de novo confiante, e a trabalhar para a equipa. ontem, sobretudo, para cristiano ronaldo voltar a brilhar.



publicado por António Boronha às 12:21
link do post | comentar | ver comentários (17) | partilhar

Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010
bem acomparado

o 'real madrid' visto por santiago segurola.

antes e depois, do português, ou melhor, anteriormente com pellegrini a agora com josé mourinho

 

"Pellegrini hizo una gran Liga con una plantilla notablemente inferior a la actual. Ni Kaká, ni Benzema, que llegaron como buques insignia funcionaron. Conviene recordar que a Pellegrini se le crujió por elegir a Higuaín antes que a Benzema. Se le crujió desde el interior del club y desde las tribunas de prensa. Es evidente que Pellegrini tenía razón. Kaká, por las razones que sean, tampoco funcionó como se esperaba. Cuando empezó a jugar Van der Vaart, que era un buen jugador, se consideró una decisión inadmisible. Se habló de campañas contra Kaká. No es cierto. Simplemente Van der Vaart, que ocupaba uno de los últimos puestos de la plantilla, era necesario ante la soledad de Xabi Alonso. Jugó Guti, y muy bien, con 33 años. Lass era más un problemas que una solución, a pesar de la deferencia que encontró en sectores del periodismo que ahora ni le recuerdan. Granero llegó al Madrid sin ser titular indiscutible en el Getafe y fue titular en más de la mitad de los partidos porque había un agujero enorme en el medio campo, o mejor aún en la composición de la plantilla en esa zona del campo. Con todos esos gravísimos problemas, con la enemiga de los propios dirigentes del Madrid y un clima mediático insufrible, el Madrid de Pellegrini consiguió 96 y 102 goles. Para mi, tuvo un mérito enorme. En estos dos años, el Madrid se ha gastado alrededor de 400 millones de euros - algo desconocido en la historia del fútbol mundial - y los ha puesto a disposición de un entrenador muy competente, que ha tapado todos los agujeros que Pellegrini no podía tapar. Se fue Robben -y no por deseo de Pellegrini- y ha llegado Di María, que es Robben con más empuje, recorrido y sacrificio. Se fue Sneijder -a pesar de la oposición de Pellegrini-, ha llegado Ozil. Había alguna duda en la defensa, bienvenido Carvalho. Lass era una interferencia -hay que recordar la multitud de lesiones que sufrió cuando fue apartado de la titularidad- y ha llegado Khedira. Creo que todos estos factores deberían analizarse."

(fonte: 'marca')

comparar nem sempre é odioso quando feito com conhecimento e inteligência.



publicado por António Boronha às 19:37
link do post | comentar | ver comentários (7) | partilhar

Quarta-feira, 20 de Outubro de 2010
marca portugal

"En un Madrid pensado para atacar, el mejor - y no es la primera vez - fue un defensa. Ricardo Carvalho dio un recital ante los antiguos maestros de la destrucción."

(no jornal espanhol  'marca')

 

o defesa central da selecção portuguesa foi considerado o melhor jogador do 'real madrid' na partida de ontem frente ao 'milan' com uma nota de 9 (entre 0 e 10), pelos analistas do jornal 'marca'

imediatamente abaixo dele, com 8, cristiano ronaldo e iker casillas.

para além das referências aos dois portugueses uma nota para um outro que me tem francamente surpreendido pela positiva e que está seguramente por detrás da excelente época que o guarda-redes espanhol está a fazer, falo de silvino louro, pessoa que vi trabalhar na selecção e cujos dotes técnicos aplicados ao treino específico da função nunca me impressionaram.

falar de mourinho será repetir-me: iker e ricardo, como pepe, nunca brilhariam como o têm feito sem o dedo do cada vez mais indiscutível melhor treinador do mundo.

uma excelente partida de futebol para todos os que tiveram essa oportunidade - entre eles o presidente da nossa 'liga', fernando gomes, que revelou enorme perspicácia ao marcar uma reunião de trabalho com o seu congénere espanhol para o dia de ontem.



publicado por António Boronha às 10:20
link do post | comentar | ver comentários (21) | partilhar

Terça-feira, 19 de Outubro de 2010
vitórias de portugal

desde logo, esta noite, do 'braga'.

depois dos portugueses do 'real madrid' que venceram e convenceram o 'milan': josé mourinho, pepe, ricardo carvalho e cristiano ronaldo - até o árbitro pedro proença não esteve nada mal, pese o 'penalty' não assinalado sobre aquele que parece querer voltar a ser o melhor jogador do mundo.

a primeira 'vitória' lusa tinha acontecido mais cedo, na 'rússia', ainda era tarde em 'portugal', quando o 'chelsea' derrotou o 'spartak' de moscovo: é que na disputa que mantemos por conseguir o 6º. lugar do ranking 'uefa', aquele nos poderá proporcionar três clubes entrando directamente na 'champions' daqui a duas épocas, o principal adversário é a 'formação' russa (também com quatro equipas) ainda em competição.

que continuemos 'carregando': amanhã o 'benfica';  'porto' e 'sporting' na próxima quinta-feira.



publicado por António Boronha às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (12) | partilhar

Domingo, 10 de Outubro de 2010
juegos de mente

"Gostava que o Zidane estivesse mais perto do relvado. Gostava que estivesse mais comigo e menos com o presidente. Não creio que se queira tornar treinador, mas, ainda assim, gostava que estivesse comigo."

(josé mourinho, segundo 'o mais fuetebol')

 

josé mourinho quer tanto - ou precisa tanto - ter 'zizou' perto do relvado do 'barnabéu' como eu necessito levar um cacho de bananas para a 'madeira' ou uma namorada para passar comigo uns dias de férias...no 'brasil'...

ou seja, nenhuma!

o recado que mourinho pretende deixar a florentino pérez é de que este o livre da presença de jorge valdano, demasiado perto de si, o mais depressa possível.



publicado por António Boronha às 17:15
link do post | comentar | ver comentários (14) | partilhar

Sábado, 25 de Setembro de 2010
vamos por partes

cronologicamente:

 

parte I

 

um 'génova' muito bem no 'meazza', em 'milão', perdeu, mal, com a equipa da casa por um golo de diferença.

golo esse, um chapéu de ibraihmovic, em que eduardo poderia ter feito mais.

muito bem, a ganhar crescente confiança, o miguel veloso, nos dois (primeiros) terços do tempo de partida em que jogou.

 

parte II

 

em coimbra, na vitória da 'académica' sobre o 'vitória' (de guimarães), 3-1, salvaram-se os golos. grandes!

 

parte III

 

mais uma vez brilhante ronnie o'sullivan, no princípio desta trade noite,  na partida dos 'quartos' que o opunha a um jogador da 'casa' - falo do 'world scottish open' em 'snnoker' - stephen maguire.

3 a 1 foi o resultado final.

 

parte IV

 

o nosso josé mourinho terá que se começar a preocupar mais com as insuficiências do 'real', principalmente na manobra atacante, do que com as 'suficiências' que esta semana atribuiu aos adversários do 'barça' - os espanhóis não têm excessiva paciência para os seus 'mind games'.

ao não ter conseguido mais do que um empate a zero, frente ao recém promovido 'levante', vai levar forte com a crítica do país vizinho.

 

parte V

 

o 'benfica'?

bem! ou se quiserem mais do que suficiente.

ganhou nos 'barreiros', em remodelação, à equipa da casa.

o ano passado e no anterior, creio que foi de goleada.

hoje foi só por um tento de diferença porque a goleada como todos vimos existiu...mas de golos perdidos.

grandes penalidades por marcar, duas. uma para cada lado.

mas, nestas coisas uma mão não lava a outra: se a primeira, a favor dos 'encarnados', tem sido marcada, e concretizada, não sei se teria havido a outra...

 

parte VI

 

o 'fc do porto' no 'dragão'.

estou a ver.

já está a ganhar por uma bola.

se se justificar alguma referência especial, volto.

 

parte última

 

triste.

é por estes, sábados e domingos, para não falar nas 'sextas', e por outros fins-de-semana iguais, geralmente passados frente ao televisor a ver 'futebol' e tudo o que mete bola, que as mulheres me deixam sozinho...

não se pode ter, muito menos querer, tudo.

há que saber viver com o que temos.



publicado por António Boronha às 21:50
link do post | comentar | ver comentários (33) | partilhar

Terça-feira, 21 de Setembro de 2010
falta de senso e de siso

 

o jogo esta noite de 'madrid', vitória do 'real' sobre os 'espanyol' (3-0), deixou-me um par de perplexidades.

 

- a primeira e desde logo a grande penalidade que proporcionou o golo de abertura do 'real madrid', marcado por cristiano ronaldo: num livre directo um elemento da barreira defensiva da equipa catalã, dentro da área, protege instintivamente a cara, com as mãos, do embate de uma bola chutada com enorme violência (por ronaldo) e, na sequência, o árbitro considera mão voluntária desse mesmo jogador?!...

onde é que pára, nesta matéria das faltas merecedoras de marcação de um livre directo, a tal lei do 'bom senso'?...

 

- depois, enorme distração minha ou não vi cristiano ronaldo abraçar e festejar os golos - para além daquele que marcou, dedicado ao filho - dois, de higuain e benzema, no final os que acabaram por consolidar a vitória e proporcionaram alguma tranquilidade - para quem não viu a partida do 'bernabéu, na minha opinião, o melhor elemento em campo da equipa da casa foi o seu guarda-redes, iker casillas - no terço final à equipa de mourinho...

será que o anátema lançado por santiago segurola, de que todos os anos o 'santiago bernabéu' faz a sua vítima, recaiu, neste, no homem que responde pelo nome de cristiano ronaldo?...



publicado por António Boronha às 23:10
link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar

sara carbonária

 

refiro na entrada anterior uma situação que quanto a mim é demonstrativa do modo pouco abonatório, o qual deveria ser totalmente transparente, como a nossa sociedade evolui no seu quotidiano, pleno, eu sei, de contradições.

concretamente: rogério alves pode querer vir a ocupar o lugar de j e bettencourt à frente do executivo leonino. vírgula.

mas não deverá fazê-lo enquanto continuar a assumir institucionalmente um dever de solidariedade para com este. ponto final.

 

do mesmo modo a namorada do guarda-redes iker casillas, a boníssima sara carbonero, transformada em vedeta televisiva após o recente mundial, se deveria abster de qualquer consideração (comparação), sobretudo se menos abonatória, em relação a qualquer um dos colegas de equipa do seu 'mais-do-que-tudo'.

a horizontalidade da posição que mantém com um, no pressuposto de que é exclusiva, deveria impedi-la de verticalizar conceitos em relação a outros.

até porque uma leitura atenta das suas asserções poderá levar as mentes mais libidinosas a pensar que o seu adorado iker é um homem propenso ao 'foreplay', à generosidade da carícia nos pontos certos, ao prazer cônsono, um homem aberto ao sexo colectivo, em suma um altruísta, todo o contrário do 'egoismo' e 'individualismo' que publicamente veio agora atribuir a cristiano ronaldo...

se a ida do 'sonolento' madail a 'madrid' não terá afectado nada a equipa do 'real' já do mesmo não estarei tão seguro quanto às palavras proferidas pela 'incendiária' sara.



publicado por António Boronha às 16:19
link do post | comentar | ver comentários (11) | partilhar

Sábado, 18 de Setembro de 2010
os 'portugueses' de madrid

 

um golo de di maría, um golão mais exactamente, e outro a meias entre cristiano ronaldo e pepe deram a vitória à equipa de josé mourinho, esta noite em san sebastian.

daí os 'portugueses' serem tão procurados.



publicado por António Boronha às 23:07
link do post | comentar | ver comentários (22) | partilhar

Sexta-feira, 17 de Setembro de 2010
treinador de aluguel

 

imaginem só que por um cúmulo de circunstâncias inventadas pelo diabo, o treinador do 'real madrid' josé mourinho, que custa ao clube espanhol 13 milhões de euros por ano, tendo convocado para a dupla jornada de qualificação da selecção portuguesa para o 'euro 2012', comando técnico que ele tinha aceite para estes dois jogos e florentino perez anuído, os jogadores do 'real madrid', pepe, ricardo carvalho e cristiano ronaldo, uma tripla a quem o 'real' paga anualmente algo na casa dos 20 milhões de euros, repito, imaginem só que um destes jogadores se lesionava, numa das partidas, com gravidade!

como é que o treinador do 'real madrid' e o seu presidente explicavam à 'aficción' do maior clube do mundo a razão para toda esta desgraça ter acontecido?...

 

contratem o paulo bento ou quem bem ou mal entenderem mas não percam mais tempo!

para a primeira jornada dupla da qualificação, a direcção da 'fpf' perdeu dois meses.

para esta, já vai com quase duas semanas de atraso!



publicado por António Boronha às 11:33
link do post | comentar | ver comentários (24) | partilhar

Quinta-feira, 16 de Setembro de 2010
fia-te no mourinho e não corras

 

"Si Mourinho se está quejando de que solo ha tenido diez entrenamientos completos con el equipo, si necesita el máximo esfuerzo para que el equipo asimile su trabajo ¿en qué cabeza cabe que se va a dedicar a entrenar a Portugal?"

(comentário de um leitor, na 'marca')

 

não me irei alongar muito, de momento, sobre esta espatafúrdia ideia de se ir a 'madrid' pedir ao 'real' o seu treinador emprestado para orientar a 'selecção' nacional portuguesa por dois jogos(!).

[até porque, por muito que duvide que tal solução seja exequível, se a mesma se vier a concretizar, aplaudi-la-ei com ambas as mãos]

esta diligência mais não revela do que uma completa desorientação por parte de gilberto madail.

mesmo que josé mourinho, por piedade ou patriotismo de circunstância, diga sim, o 'real madrid', responsavelmente na defesa dos seus interesses, dirá, penso eu, não!

o que restará ao presidente federativo, depois do falhanço do piloto automático - e, no pressuposto, da vinda do 'mágico' mourinho falhar também - será, então, a de entregar os destinos da nossa equipa nacional à 'virgem de fátima' ou 'do caravaggio'.

é que os homens que não sabem 'correr', costumam fiar-se nas virgens.

 

tudo isto, para além da fragilidade (e dos anticorpos que esta solução em já si contém) que foi introduzida na contratação de paulo bento, a verificar-se, a de ser sempre uma última escolha!



publicado por António Boronha às 19:35
link do post | comentar | ver comentários (12) | partilhar

Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010
cr 7...ou 13?
feitos no mesmo minuto, há precisamente 20, na caixa de comentários da 'marca', deparámos com estes dois 'vaticínios' clínicos a propósito da local que dava conta da lesão de cristiano ronaldo, ontem na partida com o 'mallorca':


valem o que valem. 
muito provável e felizmente, nada!


publicado por António Boronha às 12:35
link do post | comentar | ver comentários (10) | partilhar

zarzuela mallorquina
"Los problemas llegan arriba. Mou lleva todo el verano solicitando la presencia de un delantero goleador, un ariete clásico que ofrezca más variedad al ataque blanco. Lo dijo en rueda de prensa, sólo hay dos delanteros puros, y ninguno de ellos es ese tipo de jugador capaz de fijar a los defensas. Higuaín y Benzema no son futbolistas para jugar de espaldas y permitir la llegada de los mediapuntas o los centrocampistas. Tampoco son rematadores puros a los que servir balones desde los costados y que los remachen. Necesitan espacio. En Mallorca, a las primeras de cambio, quedó más que claro que al conjunto blanco le falta un goleador como el comer. Sólo faltan dos días para el cierre del mercado. Aún hay tiempo para poner la guinda."
(em 'marca.com')

o diário desportivo 'marca' amplifica hoje, por causa do empate sem golos ontem, a necessidade urgente de florentino perez e valdano darem a josé mourinho o avançado que o português tanto tem reclamado.
segui o jogo de 'maiorca' - em detrimento do de 'vila do conde' - animado pela curiosidade natural dos muitos que ansiavam por ver a estreia de mourinho no combativo e difícil campeonato espanhol.
acredito que o 'real madrid' também precise de uma espécie de 'pinheiro'  - se tiver olhos e miolos dará mais jeito - lá na frente, de uma referência na área que remate de toda e qualquer maneira. mas o que a equipa 'blanca' necessita mesmo é de tempo.
se na organização defensiva já se notam melhorias, do meio-campo para a frente foi, quase sempre, uma equipa de uma só velocidade, lenta, e com relativa pouca mobilidade.
pelo contrário, o 'mallorca' de laudrup foi uma agradável surpresa. organizada em todo o espaço, rápida e muito bem fisicamente do princípio ao fim.
uma chamada final de atenção para os portugueses: a excelência da prestação do 'nosso' nunes na equipa balear; a eficaz simplicidade de processos de ricardo carvalho contrastante com o jogo ainda muito perro, sobretudo na procura de melhores espaços e no remate à baliza, de cristiano ronaldo.

uma nota final à parte:
para os mais preocupados, posso dizer-lhes que, vista posteriormente a repetição do lance de vila do conde,  entre álvaro pereira e tarantini, ninguém terá qualquer dúvida que uma grande penalidade ficou por assinalar contra os portistas.
mas não passou disso. de uma das muitas faltas que em todas as jornadas, envolvendo todas as equipas, são mal assinaladas.
para já, não faço outros juízos que não este.


publicado por António Boronha às 11:22
link do post | comentar | ver comentários (17) | partilhar

Segunda-feira, 9 de Agosto de 2010
real investimento
(infografismo da 'marca')

simplesmente impressionante!
mais de mil milhões de euros investidos pelo 'real madrid' em 46  jogadores, ao longo das últimas onze épocas, numa média superior aos 20 milhões por contratação!
também notável o facto de este pequeno país, o nosso, ter 'contribuído' (1) com um 1/5 do valor total deste investimento: luís figo (60 M€), pepe (30 M€), cristiano ronaldo (96 M€) e di maría (25 M€)...

(1) um contributo relativo pois se pepe e di maría não sendo 'made in portugal' originaram uma entrada de euros em cofres portugueses, figo foi vendido pelo 'barcelona' e cristiano ronaldo pelo 'manchester united';


publicado por António Boronha às 12:37
link do post | comentar | ver comentários (8) | partilhar

Terça-feira, 29 de Junho de 2010
nenhum jogador sairá abaixo da cláusula de rescisão

e eu, passarinho, continuo a acreditar nas pessoas...


publicado por António Boronha às 14:09
link do post | comentar | ver comentários (37) | partilhar

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010
no lo creo...
"El argentino Ángel di María firmó hoy por seis temporadas con el Real Madrid, que paga por el jugador 25 millones de euros, quince menos de lo que figura en la cláusula de rescisión que tenía con el Benfica. Di María, de 22 años, se encuentra disputando el Mundial de Sudáfrica con su selección."
(segundo o 'as.com')

quase 40% de desconto?!...
por muito que o dinheiro seja cada vez mais um bem escasso e difícil de obter não creio que esta tenha sido a verba acordada para a transferência de angel di maría para o 'real madrid'.


publicado por António Boronha às 20:35
link do post | comentar | ver comentários (19) | partilhar

Segunda-feira, 31 de Maio de 2010
marca portugal
(1ª. página da 'marca')

hoje fala-se (de) português na capital espanhola.


publicado por António Boronha às 11:21
link do post | comentar | ver comentários (13) | partilhar

Sexta-feira, 28 de Maio de 2010
mais 16 menos 16 milhões
"Segundo diversos meios de comunicação social italianos, Mourinho defende que não tem qualquer indemnização a pagar ao Inter porque Moratti teria verbalmente prometido ao português libertá-lo do clube gratuitamente se ele conquistasse a Liga dos Campeões. Na entrevista à Gazzetta dello Sport", Moratti, contudo, foi taxativo: 'Nunca lhe disse isso'."
(no 'público')

florentino perez já terá chegado nesta altura a 'milão' para resolver a contratação de josé mourinho.
neste momento é claro para todos que existe um 'pequeno' detalhe a emperrar a concetização do acordo entre o treinador português e o 'real madrid': dezasseis milhões de euros.

a minha leitura sobre o imbróglio é a seguinte:
- a cláusula existe;
- moratti terá, na perspectiva de ganhar a 'champions' o que lhe daria entre benefícios directos e indirectos de cerca de 80 milhões de euros, sugerido a josé mourinho que se tal acontecesse o libertaria sem executar a 'rescisão';
- terá sido nessa base que o pré acordo entre jorge mendes, representando o português, e o 'real' foi alcançado no princípio da semana;
- pressionado pelos adeptos (e pela tesouraria), desgostoso com o 'adeus' á francesa que o técnico protagonizou imediatamente após a conquista da 'orelhuda', o presidente do 'inter' resolveu dificultar as coisas;

nada que não se resolva!
não por 0 nem por 16. talvez por um valor nesse intervalo acrescentado de 'algo' em espécie:
- um peso 'morto' mas muito caro para o clube italiano chamado quaresma?...
- ou um outro, bem vivo, fundamental para mourinho em 'madrid', que responde pelo nome de maicon?...
tudo ficará solucionado a contento das três partes dentro das próximas horas. estou certo.


publicado por António Boronha às 15:30
link do post | comentar | ver comentários (22) | partilhar

Quinta-feira, 27 de Maio de 2010
sol na eira e...dinheiro no cofre
"¿Fichará a Di María?
Es un jugador fantástico en un campeonato más pequeño. Tengo dudas de cómo puede rendir en un campeonato como el español o el italiano. Si me dicen que podemos fichar a Di María por un precio asequible, entonces digo que arriesguen y lo fichen ya. Pero si el precio es desorbitado digo que no porque no me gusta que mis clubes paguen precios locos por los jugadores.
...
¿Que nos puede decir de Fabio Coentrao?
Es un jugador que está destacando mucho ahora, pero fichar a Fabio Coentrao es como fichar a un Marcelo portugués. Yo prefiero un jugador de otro perfil, aunque reconozco que es un gran jugador y tiene mucha progresión por delante."

(josé mourinho em entrevista ao espanhol 'as'

tendo como boas as palavras de josé mourinho - que, aliás, confirmam declarações de luís filipe vieira sobre este tema, de não conhecer qualquer interesse do 'real madrid' por jogadores encarnados - os adeptos benfiquistas sentir-se-ão reconfortados com a ideia de poderem continuar(*) a contar com dí maría e fábio coentrão no plantel do próximo ano.
já o presidente, eventualmente, não pensará da mesma maneira.

(*) não desconheço que existirão outros potenciais compradores mas poucos com a 'disponibilidade' para abrir os cordões à bolsa que florentino perez costuma evidenciar...


publicado por António Boronha às 12:37
link do post | comentar | ver comentários (28) | partilhar

Terça-feira, 25 de Maio de 2010
sem margem de manobra
"No se puede decir que todo esté concluido, todo lo contrario. No creo que se decida mañana, necesitamos más tiempo. Aunque ahora no es con Mourinho con quien tengo que hablar"
(massimo moratti, presidente do 'inter',  'marca')

desde o momento, concretamente depois da final da 'champions',  em que o 'real madrid' disse que josé mourinho seria o seu próximo treinador e que este  concedeu que estava farto de 'itália', que o português afirmou com toda a clareza que queria ser o primeiro a ganhar o principal troféu europeu ao serviço de três clubes diferentes, sendo o emblema espanhol o terceiro, que o presidente do 'inter' admitiu que mourinho iria deixar o clube, depois de tudo isto não vi nem vejo como e em que áreas poderá existir margem para qualquer negociação...
ficou tudo tão simples e ao mesmo tempo tão caro: é pagar o que está estipulado em caso de quebra de contrato e cada uma das partes seguir o caminho que escolheu...ou que lhe sobrou.


publicado por António Boronha às 23:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Segunda-feira, 24 de Maio de 2010
nem tudo o que se passa passa como diz a tsf
há dias a 'tsf' anunciava em primeira mão a contratação de andré villas-boas pelo 'fc do porto'.
hoje a mesma estação dá como confirmada a transferência de dí maria para o  'real madrid' e que david luiz estará, também, a caminho do mesmo destino.
são três possibilidades tão verosímeis que se arriscam a ser verdadeiras. mas ainda nenhuma delas o é, atenção!
uma outra nota ainda, segundo a mesma estação noticiosa o 'real' terá posto à disposição de mourinho uma quantia de 116 milhões de euros para reforçar a equipa.
ora, pagar  40 pelo argentino e outros 40 pelo brasileiro, ambos do 'benfica', significaria que 80 milhões de euros, ca. de 70% dessa verba, já eram...se juntarmos a isto os falados 30 milhões a desembolsar pelo lateral maicón, ao 'inter', o 'real madrid' terá fechado a 'loja'.
sinceramente, 'no lo creo' que as coisa sejam assim.


publicado por António Boronha às 20:08
link do post | comentar | ver comentários (20) | partilhar

uma fasquia colocada no céu
"José Mourinho ya es entrenador del Madrid. La superproducción de Florentino Pérez tiene por fin un director a su altura. Para que los mejores futbolistas puedan explotar todo su potencial es imprescindible que estén a cargo del número 1. Y eso es lo que va a ocurrir esta próxima campaña en el equipo blanco. La mejor plantilla del mundo, dirigida por el más laureado estratega. Si con el Oporto, con el Chelsea y con el Inter lo ganó todo, ¿qué no podrá conseguir con una plantilla que supera con creces cualquiera que haya tenido antes?
No hace falta ser adivino para augurar un gran futuro a este matrimonio. El Madrid y Mourinho comparten ADN. Ambos llevan la victoria en la sangre. Ganar es, ha sido y será su única razón de existir. No hay más que leer la entrevista exclusiva que hoy publica este diario para comprobar que la compatibilidad de caracteres está asegurada. Pero ése no es el único motivo que invita al optimismo. Esta unión ha llegado en el mejor momento posible. El club blanco cuenta con la que es seguramente la mejor plantilla de su historia. En las próximas semanas, además, se va a completar con futbolistas de primerísimo nivel que el nuevo técnico podrá elegir personalmente. El entrenador, por su parte, asume el reto de su vida en el cénit de su carrera. Tiene la confianza del que acaba de lograr una gesta histórica, pero el hambre de quien quiere marcar una era y sabe que está en el sitio y el lugar adecuado.
En definitiva, José Mourinho tiene todo lo que necesita el Madrid, y el club blanco todo lo que requiere el portugués. Era cuestión de tiempo que sus caminos se cruzaran y lo han hecho en un momento inmejorable. Porque esta unión de ganadores puede marcar una época en el fútbol."
(editorial de hoje do jornal 'marca')

o tema josé mourinho continua incontornável.
se parece indesmentível que a sua anunciada (e prestes a ser formalizada) parceria com o 'real madrid' tem tudo para dar certo também não é menos verdade que mourinho nunca correu um tão grande risco de falhar na sua carreira profissional: basta ler este 'editorial' do orgão oficioso do clube 'branco' para  todos percebermos que a margem de erro que lhe será concedida é zero! o 'real madrid' a partir de agora terá de vencer todas as provas em que participar.
só isso e mais nada.


publicado por António Boronha às 11:56
link do post | comentar | ver comentários (14) | partilhar


mais sobre mim
let's twit again
    E-mail
    aboronha@gmail.com

    connosco


    Visitantes
    arquivos
    Etiquetas

    ab(803)

    actualidade(693)

    algarve(291)

    apito dourado(101)

    arbitragem(363)

    assembleia da república(59)

    autarcas(83)

    barcelona(86)

    blatter(74)

    blogues(458)

    brasil(83)

    c f belenenses(78)

    carlos queiroz(371)

    cartoons(108)

    casa branca(65)

    cavaco silva(67)

    chelsea(164)

    cinema(120)

    clubes(207)

    comentários(81)

    crime(110)

    cristiano ronaldo(228)

    cultura(77)

    desporto(73)

    dirigentes(199)

    economia(277)

    efeméride(179)

    endividamento dos clubes(140)

    espanha(194)

    estados unidos(148)

    euro 2008(154)

    euro 2012(62)

    f c porto(685)

    fifa(223)

    filipe soares franco(64)

    formação(64)

    fotografia(695)

    fpf(804)

    futebol(4789)

    gilberto madail(443)

    governo(253)

    hermínio loureiro(82)

    humor(76)

    igreja católica(62)

    imagem(1034)

    inglaterra(260)

    inter(77)

    itália(101)

    jesualdo ferreira(102)

    jogadores(833)

    jogos olímpicos pequim(70)

    jorge jesus(82)

    josé mourinho(205)

    josé sócrates(135)

    justiça(272)

    justiça desportiva(282)

    liga dos campeões(290)

    livros(88)

    lpfp(853)

    luís f scolari(246)

    luís figo(62)

    luís filipe vieira(226)

    manchester united(138)

    media(649)

    memória(309)

    mundial 2002(66)

    mundial 2006(116)

    mundial 2010(327)

    música(67)

    negócios(201)

    olhanense(74)

    opinião(1096)

    paulo bento(177)

    personalidades(1781)

    pinto da costa(156)

    política internacional(203)

    política nacional(412)

    portugal(252)

    presidente da república(64)

    ps(97)

    psd(121)

    real madrid(161)

    regulamentação(97)

    ricardo quaresma(59)

    rtp(78)

    rui costa(83)

    rui santos(79)

    s c farense(163)

    s l benfica(1167)

    saúde(120)

    sc braga(160)

    selecções(1049)

    sic(91)

    sociedade(526)

    sporting c p(969)

    taça de portugal(84)

    transferências(268)

    treinadores(349)

    uefa(312)

    vitória de guimarães(86)

    todas as tags

    links
    subscrever feeds